4 de mai de 2011

A canção que canto no verão!

ELA (she)

Ela pode ser o rosto que não consigo esquecer
Um traço de prazer e satisfação
Pode ser meu tesouro ou
O preço que tenho que pagar

Ela pode ser a canção que o verão canta
Pode ser o arrepio que o outono traz
Pode ser as centenas de coisas diferentes
Que acontecem em um dia

Ela pode ser a bela e a fera
Pode ser a fome ou o jantar
Pode transformar cada dia em
Céu ou inferno

Ela pode ser o espelho do meu sonho
Um sorriso refletido em uma correnteza
Ela pode não ser o que parece
Dentro de sua concha

Ela que sempre parece feliz na multidão
Cujos olhos podem ser tão reservados e tão orgulhosos
Ninguém pode vê-los
Quando eles choram

Ela pode ser o amor que não vai durar
Pode vir a mim de sombras do passado
Que eu lembro até o dia que morrer

Ela pode ser a razão pela qual eu sobrevivo
O porque de eu estar vivo
A pessoa com quem me preocuparei nos
Anos difíceis e felizes

Eu, levarei seu sorriso e suas lágrimas
E fazer delas minhas lembranças
Por que onde ela for, eu tenho que estar
O sentido de minha vida é ela, ela, ela...




Amo você pra sempre!


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário